Arquivo da tag: lua

A super Lua no perigeo de 19 de março de 2011

DEFINIÇÕES: Perigeo é o ponto da órbita da Lua que tem a menor distância à Terra. Apogeo é o ponto de maior distância. Estes nomes estão associados à órbita elíptica de dois corpos sob atração gravitacional.

Neste sábado a Lua vai ter um dos menores perigeos. O efeito visual vai ser interessante pois esse perigeo coincide com a fase de Lua cheia, mas não vai deixar ninguém cego: A intensidade luminosa dessa Lua será da ordem de 30% maior do que a da Lua cheia no apogeo. Considerando que a gente não tem padrão imediato de comparação dessa Lua cheia com a  do mês passado e que a gente tem um ajuste logaritmo de visão, só os mais sensíveis vão perceber que a Lua vai aparecer maior (em tamanho angular, pois está mais próxima) e mais luminosa.

O fenômeno das marés altas serão mais intensas também. Novamente, não é nada de inundar cidades à beira-mar. Por exemplo, no porto de Natal no Rio Grande do Norte, no sábado de manhã (9h53min) o nível da maré baixa vai ser zero, e à tarde (16h30min) a maré alta vai ter 2,7 metros. Veja estes dados na Tabela de Previsão de Marés.

Não entendo muito bem o frenesi provocado por algumas efemérides astronômicas que não são tão especiais assim. Da minha parte eu acho tudo muito interessante. Veja na lista abaixo as menores distâncias da Lua nos últimos 10 anos, para mostrar que ela varia todo ano, um pouco mais, um pouco menos (os menores perigeos em um ano podem ser em fase de lua cheia ou lua nova). Na lista abaixo consta o ano, mês, dia, horário, distância e fase da lua:

  • 2001 Fev  7 22:20 356.852 km cheia
  • 2002 Fev 27 19:48 356.897 km cheia
  • 2003 Nov 23 23:15 356.811 km  nova
  • 2004 Jun  3 13:11 357.248 km cheia
  • 2005 Jan 10 10:08 356.571 km  nova
  • 2006 Fev 27 20:28 356.884 km  nova
  • 2007 Out 26 11:52 356.754 km cheia
  • 2008 Dez 12 21:38 356.567 km cheia
  • 2009 Jul 21 20:17 357.464 km nova
  • 2010 Jan 30  9:04 356.592 km cheia
  • 2011 Mar 19 19:10 356.577 km cheia
  • 2012 Mai  6  3:34 356.953 km cheia

Incluí a previsão para 2012 pois pode ser a última antes do fim (sic).  Estes dados estão disponíveis na calculadora de perigeos e apogeos.

O movimento da Lua deve ser entendido no contexto da interação gravitacional de três corpos (Sol, Terra e Lua). Não é um movimento simples, mas em média, em excelente aproximação, a Lua tem uma órbita elíptica. A diferença entre o menor perigeo deste ano de 2011 e o próximo, de maio de 2012 ,é de 953-577 km = 376 km. Esta diferença em proporção é de apenas 0,1%.

Considero mais interessante a variação da distância em um único ano. Isto é o maior apogeu da Lua neste ano de 2011 vai ocorrer em Abr  2  9:01  406.655 km nova. Assim a diferença entre o menor perigeo e o maior apogeo é de 50.078 km que dá uma diferença proporcional de 14%.

Lua perto e Lua longe
Comparação da Lua no apogeo e no perigeo

Read more at Inconstant Moon (in english).

Apollo 11: Missão cumprida há 40 anos

Apollo 11 logo
Apollo 11 logo

O programa Apollo dos Estados Unidos começou em 1961 no governo Kennedy, democrata e terminou em 1973 no governo Nixon, republicano. Foram 17 missões, quase todas elas bem sucedidas em um contexto de uma corrida espacial e guerra fria com a União Soviética.

Hoje comemoramos os 40 anos da décima primeira missão na qual dois homens pousaram e pisaram na Lua pela primeira vez.

Para refazer a viagem que os astronautas fizeram veja a animação do Kennedy Museum.

Este ano comemoramos também os 400 anos em que Galileo olhou para a Lua com mais detalhes, mas ao ser humano não basta ver com os olhos (sic) ou mesmo com auxílio de lunetas e telescópios. Tem que pegar com as próprias mãos se possível. E por isto o homem foi, pousou e pisou na Lua e da lá trouxe uns 20 kg de amostras para que pudéssemos contemplar com as nossas própias mãos.

Veja a foto do local do pouso do módulo Eagle:

Local de pouso da Eagle do Apollo 11
Local de pouso da Eagle do Apollo 11

Atualmente os cientistas querem conhecer mais detalhes ainda da Lua com satélites artificiais que têm coletado muitos dados do nosso grande satélite natural. Por exemplo, quais são as variações do campo gravitacional lunar (que é menos intenso que o terrestre). Veja a ilustração:

Variações do campo gravitacional lunar
Variações do campo gravitacional lunar

Estas variações do campo gravitacional são indicativos de composições não homogênea da Lua.

Tudo indica que outras viagens tripuladas à Lua vão acontecer novamente, talvez como ponto de apoio para uma viagem ainda mais ousada, mas plenamente possível atualmente: pisar em Marte.

Quem viver, verá.

Shows da Lua, Madonna e dos Radiohead

Veja a seqüência de imagens em que a Lua vai de horizonte a horizonte em 14 dias. As ilustrações, como vistas de Campinas, SP, Brazil sempre 20h30m (horário de verão de Brasília). Abaixo 4 das imagens. Clique em qualquer imagem para ver um slideshow.

stellarium-000stellarium-005stellarium-010stellarium-014

Perceba o caminho da Lua (fora de escala). A cada dia um avanço relativo. A ilustrações mostram o céu em na projeção olho de peixe ou projeção azimutal equidistante. Nesta projeção, algumas linhas retas tornam-se curvas vistas como aconteceria com lentes de cameras de amplo ângulo.

Agora estamos com uma Lua cheia, a maior do ano, pois ele está em sua menor distância da terra, o perigeo e tem o brilho de magnitude aperente -12,4.  Enfim. A Lua nos deu um show em Dezembro de 2008.

Do celeste para mundano, teremos aqui no Brasil os shows da estrela pop Madonna. Eu a considero a rainha do show music business. Ela tem um rock que eu até  gosto de ouvir, mas o que mais impressiona é o visual. Um espetáculo! Eu vou assistir em São Paulo e espero ver algo similar ao que ela fez no Confessions Tour. Veja no YouTube os 6 minutos frenéticos de muitos movimentos, imagens e música.

Outro show que vai valer a pena é do grupo Radiohead que vem ao Brasil. Veja no YouTube o arranjo da música Creep:

Seguindo a idéia de oferecer mais de uma versão, ouça com qualidade de som superior, a mesma música Creep dos Radiohead:

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

Aproveite os shows do céu e da terra!

Fascinação: O teu corpo é luz, sedução …

Aneis em torno da LuaFascinação

Os sonhos mais lindos sonhei
De quimeras mil um castelo ergui
E no teu olhar
Tonto de emoção
Com sofreguidão
Mil venturas previ
O teu corpo é luz, sedução
Poema divino cheio de esplendor
Teu sorriso prende, inebria, entontece
És fascinação, amor

F. D. Marchetti e M. de Feraudy

Imagine uma Lua destas com este belo fenômeno atmosférico dos anéis coloridos, esta singela poesia Fascinação e uma das versões musicais abaixo:
Com a voz de Elis Regina

Ou com a Sandy

Ou com a Nadia Oliveira.

Ou o instrumental Fascinação ao violão com Neila Vieira.

À Eliane, Feliz dia dos Namorados!

Informação e Gravitação: Terra, Lua, Buraco Negro

GRACE measure gravity at Amazon basin

Muita informação pode se obtida a partir das medidas de campos gravitacionais. Satélites artificiais terrestres vêm medindo com precisão (uma parte de um milhão) o campo gravitacional gerado pela Terra como um todo.

A precisão é tamanha que a altura das camadas úmidas na Amazônia pode ser monitorada. Veja arquivo WATER MANAGEMENT do projeto GRACE e a figura ao lado.

Gravidade da lua

Um outro projeto, o GRAIL, pretende medir com precisão a aceleração da gravidade da Lua. O conhecimento da gravidade permite conhecer o interior do corpo. O procedimento matemático é semelhante ao utilizado nos aparelhos de Raios-X para os médicos verem o interior de nosso corpo.

A distribuição de massa da Lua cria um campo gravitacional não muito homogêneo. As missões que chegaram à Lua sabem disto e já conhece-se razovelmente suas anomalias. No entanto, para ter novas missões tripuladas, deve-se conhecer com mais detalhe e precisão.

meteoros na lua

Aliás, a NASA está monitorando até mesmo a quantidade de meteoros que atinge a Lua. Em 30 meses contaram mais de 103 explosões. Veja a imagem acima.

Observe que a distribuição dos locais de explosão não é uniforme. Você tem alguma idéia de por que?

Uma outra notícia trata de gravitação, mas desta vez, de gravitação quântica de Buracos Negros, um dos grandes desafios da Física Teórica atual. Um resultado, ainda que parcial pois envolve uma simplificação significativa (buracos negros em um espaço de duas dimensões), mostra que toda a informação aparentemente perdida no colapso a um Buraco Negro está contida nos meandros da gravitação quântica, e neste sentido, não se perde para sempre.

Só para lembrar, um buraco negro clássico não revela do que ele foi feito. Se foram navios ou trens, as únicas informações disponíveis para os que ficam do lado de fora, é a quantidade de energia-massa, rotação e carga elétrica. A radiação semi-clássica proposta por Hawking (explicação diagramática abaixo) abriu uma série de problemas sobre a informação escondida nos buracos negros.

O novo estudo teórico afirma que a informação não se perde, mas está codificada nas estruturas quânticas do espaço-tempo. Read Information ‘not lost’ in black holes or arXiv:0801.1811v2 [gr-qc].

Eclipse da Lua e passagem (explosão) do USA193

Lua VermelhaEsta noite de quarta-feira 20/Fev/2008, a partir das 21h35m (horário de Brasília) teremos um eclipse lunar (Lua entra na sombra da Terra). Veja mais informações no Física na Veia.

A Lua vai começar a se avermelhar ou ficar amarronzada às 22h43m. O espetáculo tem vários momentos, todos bem suaves e graduais vai terminar na madrugada da quinta-feira às 02h09m. UPDATE: Pessoalmente só vi nuvens e chuva. De novo. Vivam as telecomunicações e a internet para ver o que os outros viram. Que inveja!

Assim, se você estiver animado ou acordado para ver outro satélite, não na sua glória como a Lua mas sim na sua decadência, agora literal, mas desde a sua concepção, moral, veja o satélite espião que está gradativamente caindo. Em um ano caiu de 360 km para 247 km de altura.
satelite em queda

Para a região metropolitana de Campinas ele vai ser visível a olho nú (se não tiver nuvens) por um breve momento às 04h14m olhando ao leste. Ele passa rápido e tem a aparência de um ponto luminoso quando o Sol incidir sobre ele. Veja mais detalhes no Física na Veia ou informações em tempo real no site Heavens Above. Espero que não caia na cabeça de ninguém. UPDATE: A marinha americana explodiu o satélite USA193 com um míssel em torno da 01h30m desta quinta-feira.

satelite usa193

Marte vai aparecer do tamanho da Lua? Não!

MarteFelizmente Marte não vai aparecer no Céu com o mesmo tamanho angular da Lua.

Não sei exatamente onde nem quando este boato começou, mas se espalhou rapidamente pelo menos a partir de 2003 quando, de fato, Marte esteve um pouquinho mais perto da Terra. Aproveitando esta relativa proximidade (evento similar aconteceu há 73 mil anos) as agências americanas, européias e a japonesa enviaram sondas de observações. Foi nesta época que os famosos jipes spirit e oportunity chegaram em Marte. E graças a isso, várias sondas, telescópios etc, conhecemos bem mais o nosso planeta vizinho atualmente. Veja Marte na Wikipedia.

O boato de que Marte “ficaria” do tamanho da Lua talvez seja uma inveja que os humanos têm dos marcianos porque têm duas luas: Fobos e Demos. Veja a ilustração abaixo. Isto é, Marte tem duas Luas, estaria mais próximo e daí, como no resultado de uma fofoca, talvez alguém entendeu que nós viríamos Marte do tamanho da Lua.

Mas as Luas de Marte são bem diferentes e não justificaria nossa inveja. Vistos de Marte, Fobos tem um diâmetro angular de 12′ (doze arco de minuto), enquanto que Deimos tem 2′. Compare com o Sol e a Lua que têm cerca de 30′ de diâmetro angular. Lembre-se. 1 grau tem 60′.

Marte e suas luasNas noites marcianas, Fobos não mostraria nenhuma eficácia na iluminação, apareceria apenas tão brilhante como Vénus se mostra à Terra, devido à superfície bastante escura do pequeno satélite. E muito menos Demos. Mas num dia normal em Marte, ver-se-ia Fobos cruzar o céu três vezes por dia, surgindo a Oeste e pondo-se a Leste.

Mas se Marte não vem por aqui, podemos ir até lá com o auxílio da nossa tecnologia e imaginação. Veja o vídeo montado com as imagens reais no Mars World Wind:

Viver em Marte seria diferente. Seria possível viver lá? Nos pólos há gelo, mas atualmente não é possível ter o líquido precioso na superfície de Marte. Tudo indica que já houve.

Não é difícil imaginar uma colônia de humanos em Marte. Já estão loteando a Lua. Marte seria a próxima parada.