Arquivo da categoria: Música

Darwin canta a biodiversidade

O clip abaixo é uma música com o tema da Evolução.

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

more about “Darwin & The Naked Apes / Children of…“, posted with vodpod

A ONU elegeu 2010 como o Ano Internacional da Biodiversidade (AIB) para alertar que o sucesso da Evolução e a continuidade da vida como conhecemos se devem em certa medida à diversidade de espécies. Algumas estão ameaçadas de extinção por exageros do nosso modo de vida. A extinção de espécies no contexto da evolução é algo natural, mas a ameaça do equilíbrio entre as espécies pode comprometer a viabilidade da nossa espécie também.

Além dos argumentos ecologicamente corretos, podemos apelar também para a beleza estética da biodiversidade. Veja as espécies ameaçadas, pelo menos em foto, enquanto podemos curtir. Se conseguirmos evitar o extermínio, melhor para estas espécies e talvez para a nossa também, mas nunca sabemos ao certo os caminhos aleatórios da evolução.

Veja a introcução ao AIB:

Introcução ao ano internacional da biodiversidade
UN Secretary General Welcome Message for the 2010 International Year of Biodiversity from CBD on Vimeo.

Anúncios

Rosas não falam, exalam o perfume …

Dia 08 de Março é o Dia Internacional da Mulher. Em homenagem às mulheres, especialmente à minha querida, apresento a poesia singela de Cartola (1908-1980) nas vozes do tricolor Nelson Gonçalves (1919-1998) e Eliseth cardoso (1920-1990):
Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

more about “As rosas n“, posted with vodpod

Bate outra vez
Com esperanças o meu coração
Pois já vai terminando o verão enfim

Volto ao jardim
Com a certeza que devo chorar
Pois bem sei que não queres voltar para mim

Queixo-me às rosas, mas que bobagem
As rosas não falam
Simplesmente as rosas exalam
O perfume que roubam de ti

Devias vir
Para ver os meus olhos tristonhos
E, quem sabe, sonhavas meus sonhos
por fim

Rosas
Rosas da Officina de Bouquet´s de Holambra

Há outras interpretações da música, por exemplo:

Listen As rosas não falam – (Luciana Mello) Acho que exagera na dramatização. Gravado ao vivo.

Listen As Rosas Não Falam – (Nana Caymmi com Beth Carvalho) Fazem variações dramaturgas. Gravado ao vivo com bela orquestra.

Listen As Rosas Não Falam – (Cartola ) O próprio compositor cantando, aos sessenta e tantos anos.

Listen As Rosas Nao Falam – (Fagner)

Listen As rosas não falam – (Nelson Gonçalves ) Minha versão preferida.

Viver sem você

A cantora americana Mariah Carey cometeu uma gafe matemática ao explicar o significado do título de seu disco E= M C2. Ela disse que significaria Carey duas vezes, quando, mesmo pedindo licença poética, o significado da equação seria a Emancipação é igul a Mariah vezes Carey ao quadrado. (via Xis-Xis). Felizmente ela não quis explicar a famosa fórmula de Einstein.

Eu acho que ela não tem que dar explicações matemáticas pois aquilo não é matemática e ela é uma cantora pop! A Mariah tem o direito de usar um ícone da física para atrair a atenção do público para a interpretação dela. O disco em questão não me agradou, mas ouvi uma interpretação da música without you que de fato foi marcante.

Without you

No I can’t forget this evening
or your face as you were leaving
but I guess that’s just the way the story goes
you always smile but in your eyes your sorrow shows
yes it shows

No I can’t forget tomorrow
when I think of all my sorrow
when I had you there but then I let you go
and now it’s only fair that I should let you know
what you should know

I can’t live
if living is without you
I can’t live
I can’t give anymore
I can’t live
if living is without you
I can’t give
I can’t give anymore

Well I can’t forget this evening
nor your face as you were leaving
but I guess that’s just the way the story goes
you always smile but in your eyes your sorrow shows
yes it shows

I can’t live
if living is without you
I can’t live
I can’t give anymore
I can’t live
if living is without you
I can’t live
I can’t give anymore
(No I cant live)
(No I cant live)
I cant live
(No I cant live)
(No I cant live)
If living is without you

Ouça o áudio  Without You – Mariah Carey ou veja  o vídeo no

YouTube: _

ou no Immen

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

more about “Mariah Carey Without You Music Video …“, posted with vodpod

A música foi lançada nos anos 70 pelos Badfinger . Seguindo a tradição de apresentar várias versões de uma mesma música, ouça o áudio dos Badfinger com boa qualidade ou veja o vídeo abaixo:

A música foi interpretada por muita gente:

O forte da Without you não é a letra, mas ela lembrou-me de outra música (para não dizer que estou com muito anglicismo) que gosto da letra por conta de suas metáforas.

Assim sem você, Adriana Calcanhoto

Avião sem asa
Fogueira sem brasa
Sou eu, assim, sem você

Futebol sem bola
Piu-piu sem Frajola
Sou eu, assim, sem você…

Porque é que tem que ser assim?
Se o meu desejo não tem fim

Eu te quero a todo instante
Nem mil alto-falantes
Vão poder falar por mim…

Amor sem beijinho
Buchecha sem Claudinho
Sou eu, assim, sem você

Circo sem palhaço
Namoro sem amasso
Sou eu, assim, sem você…

Tô louca pra te ver chegar
Tô louca pra te ter nas mãos

Deitar no teu abraço
Retomar o pedaço
Que falta no meu coração…

Eu não existo longe de você
E a solidão, é o meu pior castigo
Eu conto as horas pra poder te ver
Mas o relógio tá de mal comigo…

Por quê? Por quê?

Neném sem chupeta
Romeu sem Julieta
Sou eu, assim, sem você

Carro sem estrada
Queijo sem goiabada
Sou eu, assim, sem você…

Porque é que tem que ser assim?
Se o meu desejo não tem fim

Eu te quero a todo instante
Nem mil alto-falantes
Vão poder falar por mim…

Eu não existo longe de você
E a solidão, é o meu pior castigo
Eu conto as horas pra poder te ver
Mas o relógio tá de mal comigo…

Você tem alguma versão legal de uma destas músicas?

PS. Dedicado à minha queirida.

Shows da Lua, Madonna e dos Radiohead

Veja a seqüência de imagens em que a Lua vai de horizonte a horizonte em 14 dias. As ilustrações, como vistas de Campinas, SP, Brazil sempre 20h30m (horário de verão de Brasília). Abaixo 4 das imagens. Clique em qualquer imagem para ver um slideshow.

stellarium-000stellarium-005stellarium-010stellarium-014

Perceba o caminho da Lua (fora de escala). A cada dia um avanço relativo. A ilustrações mostram o céu em na projeção olho de peixe ou projeção azimutal equidistante. Nesta projeção, algumas linhas retas tornam-se curvas vistas como aconteceria com lentes de cameras de amplo ângulo.

Agora estamos com uma Lua cheia, a maior do ano, pois ele está em sua menor distância da terra, o perigeo e tem o brilho de magnitude aperente -12,4.  Enfim. A Lua nos deu um show em Dezembro de 2008.

Do celeste para mundano, teremos aqui no Brasil os shows da estrela pop Madonna. Eu a considero a rainha do show music business. Ela tem um rock que eu até  gosto de ouvir, mas o que mais impressiona é o visual. Um espetáculo! Eu vou assistir em São Paulo e espero ver algo similar ao que ela fez no Confessions Tour. Veja no YouTube os 6 minutos frenéticos de muitos movimentos, imagens e música.

Outro show que vai valer a pena é do grupo Radiohead que vem ao Brasil. Veja no YouTube o arranjo da música Creep:

Seguindo a idéia de oferecer mais de uma versão, ouça com qualidade de som superior, a mesma música Creep dos Radiohead:

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

Aproveite os shows do céu e da terra!

Música com instrumentos mecânicos, eletrônicos e fotônicos.

theremin Percebemos os sons produzidos por diversas fontes e os músicos usam todo tipo de instrumento para compor e tocar suas peças.

Os instrumentos musicais mais conhecidos usam vibrações mecânicas como princípio gerador de ondas sonoras: Piano, violão e violino, por exemplo, têm “cordas” apropriadamente tensionadas que oscilam em modos característicos em resposta a uma perturbação: uma batida pelo martelinho, um toque com os dedos ou uma fricção com o arpão, respectivamente. Os instrumentos de sopro usam modos de vibração de pressão do ar ao entrar, passar e ou sair do instrumento. E os instrumentos de percussão usam outras fontes, mas são essencialmente mecânicas.

Os instrumentos eletrônicos por outro lado usam circuitos elétricos para acionar um dispositivo mecânico, uma caixa acústica. Mesmo assim, os instrumentistas devem acionar o circuito elétrico por um toque ou contato mecânico.

Mas não precisa ser assim. Parece haver um novo interesse no Teremin.

O teremin é um dos primeiros instrumentos musicais completamente eletrônicos. Inventado em 1919 pelo russo Lev Sergeivitch Termen (conhecido também pela forma francesa do nome: Léon Theremin).

O teremin não precisa de contato mecânico para produzir som. O instrumentista controla os sons pelas distâncias relativas às antenas.

É provável que você já tenha ouvido o instrumento, sem saber, em algum filme de ficção científica, terror ou suspense. Mas o instrumento pode ser tocado com outras finalidades. Por exemplo:

ou

Não é fácil tocar um Teremin. Veja as tentativas do gato.

Outra classe de instrumento musical além do mecânico e eletrônico, podemos dizer que a Harpa
a Laser
é um instrumento fotônico. Veja Jean Michel Jarre tocando uma harpa com poderosos lasers. Ele usa luvas para não queimar a mão e deveria usar óculos de proteção também. A música é simplória mas o efeito visual é legal.

Ouça o concerto do Teremin e Piano.

Watch the BBC on Theremin (3m22s)

Dica da Jennifer Ouellette on tripping the light fantastic.

Fascinação: O teu corpo é luz, sedução …

Aneis em torno da LuaFascinação

Os sonhos mais lindos sonhei
De quimeras mil um castelo ergui
E no teu olhar
Tonto de emoção
Com sofreguidão
Mil venturas previ
O teu corpo é luz, sedução
Poema divino cheio de esplendor
Teu sorriso prende, inebria, entontece
És fascinação, amor

F. D. Marchetti e M. de Feraudy

Imagine uma Lua destas com este belo fenômeno atmosférico dos anéis coloridos, esta singela poesia Fascinação e uma das versões musicais abaixo:
Com a voz de Elis Regina

Ou com a Sandy

Ou com a Nadia Oliveira.

Ou o instrumental Fascinação ao violão com Neila Vieira.

À Eliane, Feliz dia dos Namorados!

Hino à Alegria. A nona de Beethoven.

O Christian Gurtner do blog Escriba Café produziu um audio podcast muito bem feito e criativo. São uns 15 minutos que misturam um texto (inspirado, modificado e acrescentado a partir do poema “Ode à Alegria”, de Schiller, escrito em 1785) e a famosa Nona Sinfonia de Beethoven. Vale a pena ouvir o podcast.
Foto do Bethoven
Bethoven é clássico e eu gosto de bons corais especialmente neste caso. Segundo os historiadores da música, a voz, como instrumento musical, foi introduzida nesta obra. Dizem que Bethoven regeu uma sinfônica e coral sem parar nem perceber que a platéia estava aplaudindo. Ele estava exausto e obviamente já não ouvia praticamente mais nada. Que pena. Mesmo assim ele conduziu o hino à alegria. Leia mais na Wikipedia e na página Ludwig van Beethoven – Symphony No.9, Op.125 “Choral”.

Por isto recomendo ouvir um coral cantando Bethoven No 9 Mov IV Choral: (17 minutos)

Dica do Sérgio