Crise e Revolução Tecnológicas

As novas tecnologias que invadiram o cotidiano do mundo rapidamente globalizado pode ter criado as estruturas necessárias para grandes revoluções e eventualmente responder a crises que o ser humano tem que enfrentar. Vou mencionar apenas alguns exemplos, que valorizam a internet e as telecomunicações.monge in Burma

  1. A junta (militar de Mianmar, a antiga Birmânia ou Burma) se viu face a face com uma revolução na tecnologia da resistência, na qual um exército guerrilheiro de cidadãos repórteres estava transmitindo vídeos, fotos e notícias pela Internet enquanto os eventos se desenrolavam.

    Veja notícia no UOL, tradução do Herald Tribune. Direitos humanos em violação podem ser coibidos com o uso da internet e pressão mundial. Vejam também procura da interpol por um pedófilo com a publicação de sua foto digitalmente restaurada.

  2. T-raysRaios-T podem ser utilizados como sensores de segurança em aeroportos por exemplo pois podem detectar uma arma escondida na roupa de um potencial criminoso à distância. See more at Physical Review Focus. Sem contar as já conhecidas técnicas de diagnósticos da medicina.
  3. Nem tele-transporte, nem viagem super-sônica. Para que se locomover se você pode ver, ouvir, ser visto e ser ouvido de onde você está? Hoje com uma webcam, um computador ligado à internet ou um “simples” celular você já pode fazer tele-conferência, trocar informações etc. Investimentos nesta direção podem diminuir o trânsito e os acidentes, o consumo de combustíveis, a poluição urbana etc. Ir e vir apenas para aquilo que precisa de sua presença física. Quantas vezes deslocamos veículos de uma tonelada só para buscarmos ou levarmos informações? Um desperdício de tempo, energia e humor!

webcam cellNão sejamos ingênuos. Todos os avanços podem ser mal utilizados por uns ou outros. Mas o paradigma de Kuhn mostrou que a cada crise no conhecimento surgiu alguma revolução científica. Assim é tentador fazer a conjectura de que as crises da civilização modernas vão abrir caminho para revoluções e soluções tecnológicas.

Podemos ainda sonhar:

  • Com robôs para fazer todos os serviços perigosos, entediantes e manuais.
  • Com prevenção e cura para as doenças conhecidas.
  • Não com uma juventude eterna mas com a velhice e morte dignas.
  • Conhecimentos inesperados e que tragam satisfação para as nossas mentes.
  • Entendimento de como pensamos e nos comportamos e o seu “bom” uso.
  • Que mudanças climáticas serão contornadas ou gerenciadas de forma satisfatória para a humanidade por mais alguns milhares de anos.

Boa parte das ficções científicas do século XX envolviam viagens espaciais. As viagens tripuladas não estão acontecendo como sonharam os autores de então. O que percebemos é um maior domínio do micro mas nem tanto a exploração do macro. É fácil prever grandes avanços na medicina e nas áreas biológicas. A revista NewScientist perguntou a 70 famosos cientistas as suas previsões para os próximos 50 anos. Alguns deliram e usualmente fazem previsões em suas áreas de domínios. Mas vale a pena ver o que estas mentes brilhantes imaginam para o nosso futuro. Read them.

Qual o seu palpite?