Airbus, TAM, Congonhas, São Paulo. Erros e Tragédia.

Em Julho a TAM faz aniversário mas neste ano de 2007 não pode comemorar pois sofreu o pior acidente aéreo da América Latina. 188 198 mortos!

Tudo indica que o Airbus 320 não conseguiu frear, saiu da pista voando apenas o suficiente para cruzar a avenida e entrar em um edifício da TAM onde se incendiou.

acidente airbus lufthansaEste acidente é parecido com o que ocorreu em Varsau em 1993. A aeronave era a mesma e chovia. A perícia mostrou que o mecanismo automático de desaceleração não foi disparado em tempo porque os pneus principais aqua-planaram. A aeronave se espatifou em um banco de areia. 2 mortos.

Há críticas antigas do sistema automatizado de pouso do Airbus 320. Por exemplo, o acidente de 2001 da empresa Ibéria em Bilbao foi provocado por uma decisão dos computadores à revelia dos pilotos. Resultado. Danos à fuselagem do avião. Sem vítimas.

Não sei se este sistema informatizado está em vigor na TAM, mas a aeronave é a mesma!

As informações oficiais da TAM não trazem muitos detalhes técnicos. E convenhamos ainda não deve ser a prioridade.

O vôo tinha 162 passageiros, sendo uma criança de colo, seis tripulantes e dezoito funcionários, totalizando 186 pessoas. O avião somava 62,7 toneladas, sendo que, para as características da aeronave e da pista, o limite permitido é de 64,5 toneladas. A aeronave, com 26.320 horas de vôo …

Aeroposto de CongonhasAlém da pista escorregadia e relativamente curta, por que um prédio e não um banco de areia, fica parado bem ali? E por que o município permitiu aquela urbanização? Olhando a 2000 metros de altura, o Aeroporto de Congonhas parece uma pista de corrida lotada de espectadores. Nos anos 1930s não tinha vizinhos. Agora tem vítimas.

Acidentes acontecem. Mas alguns são mais previsíveis que outros. Qual será o próximo? Quando? Quem? E os culpados?

Vejam a cronologia de uma tragédia anunciada. Triste.

A numerologia deveria ter previsto o acidente. 17/07/07 em torno das 7 horas da noite.

Termino com a indignação do prof. Zé Alves no seu blog Conta Gotas Cotidiano:

a) até quando nos aeroportos, nas estradas, nas ruas de nossas cidades continuaremos a ver vidas destruídas de forma estúpida?

b) não são apenas os órgãos da aviação os responsáveis: as empresas aéreas que querem vender muito e a vontade dos passageiros que querem sempre descer “dentro da cidade” fazem com que as discussões sobre a desativação deste aeroporto sejam sempre vistas como “inviáveis”.

E a conclusão do Dimenstein:

Se formos olhar porque somos um país tão potencialmente rico mas tão pobre, veremos que temos tragédias evitáveis apenas porque deixamos para depois o conserto de uma pista.

Meus sinceros sentimentos pelas vítimas!

4 opiniões sobre “Airbus, TAM, Congonhas, São Paulo. Erros e Tragédia.”

  1. Caro Samuel,

    Acredito que especulações sem dados concretos (FDR e CVR do avião) não esclarecem muito. Mas também vou deixar o meu comentário.

    O sistema de pouso automatizado é um ABS sofisticado. Em uma situação de aquaplanagem, nenhum ABS vai tentar frear porque simplesmente não adianta, já q as rodas não estão em contato c/ o solo. Nem o piloto desabilitando o sistema vai conseguir frear, porque fisicamente é impossível. O que não pode ocorrer é a aquaplanagem, que se ocorreu, ou foi por velocidade excessiva ou excesso de água na pista.

    O acidente de Bilbao não tem haver c/ o sistema de pouso, e sim c/ o sistema que impede o avião de ultrapassar limites operacionais que resultam em perda de sustentação “stall”.

    []s

  2. Na verdade não há palavras, não há idenização, não há basicamente nada que pode de fato fazer está dor parar, dor que não está somente nos corações das família das vítimas, está em todos que julgam cada Brasileiro seu irmão, lembraças que não se apagam de uma dia para o outro, tristeza é que todos sentimos por ver o Maior paises na América látina, sem o Maior controle que é merecido, não se lida com margens de erros, quando está em jogo VIDAS……

  3. As pessoas deviam perceber que todas essas coisas irão acontecer sempre, que a única saída é (jesus). Que o mundo não é só televisão rádio, carros, mulheres e todos os outros tipos de distração. Que há coisas por trás desses acidentes, coisas que muitos não percebem porque está acontecendo (vc que está vivo abra seus olhos e pare para pensar pois existem forças que causam esse tipo de coisas, desligue um pouco do mundo e reflita sobre o assunto, pois sua proteção pode estar fraca e vc está sujeito a tudo, ou vc pensa que simplesmente nascemos e morremos e nada mais( 2000 chegará mas de 2000 não passara) se percebe o tanto de coisas que está acontecendo de 2000 em diante, valorize a sua vida e sua salvação.

    =============

    Prezado Edmilson,

    Não concordo nem entendi com algumas de suas colocações, apesar de ter corrigido alguns erros de digitação, nem sua crença. Mas de fato acidentes acontecem e devemos valorizar nossas vidas.

    Samuel.

  4. Amigos,

    O pior é que estão tentando desviar o foco das atenções para o piloto/reverso, quando o principal para a frenagem do avião seria a “roda na pista” !!!
    Com certeza deve estar havendo algum tipo de manipulação… !!
    O freio ABS, presente no avião ( e em alguns carros sofisticados) é um sistema microprocessado que analisa vários parâmetros durante uma frenagem (peso do veículo, velocidade, condições de aderência) de forma a não deixar as rodas “travarem” ou aquaplanarem. Ou seja, é o sistema que freia automaticamente, até certo ponto independente da ação do piloto. Ele pode ter freado com todas sua forças , mas o sistema ABS não permitiu pois iria aquaplanar ou derrapar !! Isso tanto pode ter acontecido , pois o avião não desviou de sua trajetória na pista.
    Só que toda a mídia não está discutindo o sistema de freio ABS…pois a conclusão que chegaríamos seria : problemas de aderência com a pista de Congonhas, ou seja , teríamos o governo como principal culpado na tragédia.

    Silverio

Os comentários estão desativados.