Aquecimento global é terrorismo climático?

O professor Molion da Universidade Federal do Alagoas, pós-doutor em meteorologia, em entrevista à ISTOÉ diz que a tendência dos próximos anos seria o esfriamento da Terra e que o efeito estufa é manipulado pelos países ricos. Algumas das respostas do professor são estranhas.

comentei com certa admiração o IPCC-4 reforçando sempre a atitude cética como a mais científica. Mencionei também a matemática simples do efeito estufa em analogia à obesidade.

Vamos à entrevista. Já na primeira reposta, o professor questiona a confiabilidade do conceito de temperatura média: “é complicado pegar uma temperatura e falar em temperatura média global.” Mas logo a seguir ele usa esta medida para criticar a tese do aquecimento global: “Quando a gente olha a série temporal de 150 anos usada pelos defensores da tese do aquecimento, vê claramente que houve um período, entre 1925 e 1946, em que a temperatura média global sofreu um aumento de cerca de 0,4 grau temperatura globalcentígrado.” Ele seria apenas incoerente se os dados mencionados fossem significantes. Veja o gráfico da temperatura global na superfície, ou em maior detalhe no IPCC. De fato há um pequeno pico no período mas não chega a 0,4 em média. O argumento de que esta pequena elevação não se deve ao CO2 faz sentido. O IPCC estuda vários fatores que afetam o aumento da temperatura global mas não sei qual é o principal responsável pelos anos 1940s.

Na terceira resposta ele critica os dados da concentração de CO2 por não usar dados anteriores a 1957. Mas isto não é verdade. O IPCC de 2001 mostra dados de CO2, N2O e CH de 1000 anos que decolam nos últimos 50 anos.

Para enfatizar que “o clima da Terra é resultante de tudo o que ocorre no universo”, ele cita a “poeira de uma super-nova que explodiu há 15 milhões de anos”. O exemplo foi ridículo!

Daí ele parte para uma teoria conspiratória dando como suporte a preocupação, segundo ele exagerada e por motivos comerciais, com a destruição da camada de Ozônio e a proibição dos CFCs dos anos 1980s: “Os CFCs tinham perdido o direito de patente e haviam se tornado domínio público. Aí inventaram a história de que esses compostos estavam destruindo a camada de ozônio. Começou exatamente com a mesma fórmula de agora.” Interessante investigar esta denúncia.

Eu acho que a redução da emissão de CO2 só vai acontecer por motivos comerciais. Não acredito nas intenções ambientalistas de governantes, de empresários nem da maioria da população. Mas não podemos negar que há bases para afirmar que o homem é responsável por este aquecimento atual. Estas bases são sólidas no sentido estatístico.

O restante da entrevista é patética. Faz acusações: “Muitos cientistas se prostituem, se vendem para ter os seus projetos aprovados. Dançam a mesma música que o IPCC toca.” Reclama de perseguição e afirma que resfriamento que ele prediz o “gelo da Groelândia pode aumentar e pode ser até que haja uma ligeira diminuição do nível do mar.” Como isto aconteceria? Que terror!

15 opiniões sobre “Aquecimento global é terrorismo climático?”

  1. Oi Filipe,

    Este vídeo foi produzido com fraudes em entrevistas.

    Não entendo o medo de admitir que afetamos o nosso clima ao trazer para a atmosfera toneladas de carbono que estavam quietinhos no sub-solo por milênios.

    Um dos entrevistados do filme, o professor de Oceonografia Carl Wunsch do MIT disse que suas falas foram mal colocadas e não representam o que ele pensa. Veja a reportagem no Guardian Unlimited:
    http://www.guardian.co.uk/science/story/0,,2123447,00.html

    Lamento o tom sensacionalista que está havendo em torno do tema. Agora virou moda. E lamento mais ainda a desinformação que acompanha o assunto. Às vezes nega-se o inegável. Às vezes exagera-se nas prováveis conseqüências. Outras vezes atribui-se ao “aquecimento global” fenômenos distintos do clima.

    Por enquanto, a fonte mais confiável nesta questão é o próprio IPCC. Veja o Dossiê do nosso LabJor:
    http://www.comciencia.br/comciencia/?section=8&tipo=dossie&edicao=22

    Ao contrário do vídeo que você indicou, o IPCC tem muita ciência e não é alarmista. Há outras críticas de que os estudos não levaram em conta alguns dados, que poderiam aumentar ainda mais o efeito estufa, mas parece não ser de consenso por serem estatisticamente não relevantes. Veja por exemplo:
    http://www.comciencia.br/comciencia/?section=3&noticia=292

    Enfim. A discussão começa esquentar por que há muito dinheiro e poder em jogo.

  2. Olá Prof. Samuel!

    Desculpe o comentário “off-topic” mas foi muito bom conhecer este blogue! A blogosfera brasileira tá meio carente de blogues com conteúdo científico e/ou de divulgação científica!

    Já foi adicionado ao meu blogroll!

    []’s

  3. oi professor !!!!!!!!!!!!!!

    adorei exa xua ideia de RESFRIAMENTO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Falando sério agora…..

    estou utilizando o seu tema como projeto da minha feira de ciências no colégio, com possibilidades de irmos apresentá-lo na universidade federal daqui.

    É um tema muito polêmico e muito convincente.Espero podermos conscientizar a todos que nos visitarem, da alienação que sofrem por meio desse terrorismo climático.

    Você tem nosso total apoio!!!!!!!!!!

  4. oi quero falar que as escolas, tanto publica quanto particular, estão fora desse assunto acho que isso tinha que ser passado pros alunos de maneira mas esforçado por(?) eu propria estou foro desse asunto

  5. Eu acho que o aquecimento global está ficando muito rápido, pois o homem não se conscientiza de que tudo está mudando por causa dessa ganância q ele tem com o dinheiro.
    Para ele não importa o que vai acontecer no futuro, mas sim o presente, com muito dinheiro, empresas gandes,ganância, muita ganância.
    Não se importam como o mundo vai estar daqui a alguns anos, como os seus descendentes vão ficar nesse aquecimento que já começou faz tempo e a sociedade não se manifesta em ajudar a diminuir.
    Nós vamos nos importar com tudo isso quando acontecer algum acidente catastrófico, alguma coisa que agente tenha medo, assim vamos pensar nisso, não que eu queria que aconteça nada, mas são essas as previsões. Ai sim o homem fica com medo dai ele se toca do que está fazendo.
    O ser humano é assim.
    Mas temos que mudar.Começando primeiro por nós mesmos.

    ACORDA MUNDO!!!!

  6. Professor adorei a sua postura, agora se possível gostaria q vc esclarecesse resumidamente, quais interesses dos paises ricos em disseminar essa preocupação para a sociedade. que mercado é esse de carbono que os críticos comentam.

    Cleber,

    A preocupação sobre os efeitos climáticos globais não vem dos países ricos e sim de grupos e setores de vários países. E a resistência a esta preocupação também. Só para citar o maior exemplo, os EUA têm grupos de acadêmicos e de ambientalistas preocupados com as mudanças climáticas provocadas pelas atividades humanas e têm também grupos de empresários e políticos que menosprezam as previsões científicas. Em cima disto tem a mídia, dos dois lados que às vezes exageram, outras vezes desinformam.

    Em poucas palavras, o mercado de carbono seria uma forma capitalista para pagar pela quantidade de carbono que alguma atividade coloca na atmosfera para alguém que tenha um mecanismo para capturar carbono do ar. São tantas as variáveis em jogo que sempre haverá descontentes.

    Deveríamos sim queimar mais a nossa massa cinzenta do cérebro e menos petróleo.

  7. Aquecimento global é na verdade um problema muito grave, na qual merece verdadeira atenção por parte da sociedade!
    Para que algo seja modificado em relação a tudo, o homem precisa primeiramente se conscientizar de que a natureza está em perigo e deve ser preservada, eu, particularmente, estou ciente do agravamento do problema. Na minha escola mesmo, estou realizando junto com a minha turma e alguns professores visitas à praias da capital, com o objetivo de conversar com a população a fim de conscientiza-los sobre o risco que estamos correndo. aHH, e fizemos tbm alguns panfletos com uma charges e comentários.
    Espero que der certo!

    Sim professor, quero parabenizá-lo, sua atitude foi muito bem pensada.

  8. Eu penso que existe mesmo a fraude do aquecimento global. Teorias pseudocientíficas, levando em conta dados impalpáveis como “média da temperatura global” visam atender a fortes interesses econômicos de grupos liderados por Al Gore, Soros e outros megainvestidores para vender créditos de carbono. No momento atual os créditos de carbono são os derivativos mais promissores do mercado financeiro. Temo que os países do terceiro mundo acabem por pagar a conta, pois nao podem prescindir do petroleo para manter e aumentar sua taxa de crescimento.

    Jerness, discordo de sua visão do tipo “conspiratória”. Mesmo que o comércio de créditos de carbono seja um investimento promissor, não há comparação com os lucros do setor de petróleo. Devemos ser racionais, sem paranóia nem de um lado nem do outro.

    Samuel

  9. Gente me ajudem preciso de uma critica sobre a reportagem desse professor Luiz Carlos sobre o aquecimento global e o terrorismo climatico !e pra amanha ……me ajudem por favor….
    BJoOo

    Nani,

    A principal crítica é que ele acusa de terrorismo as indicações de aquecimento global e levanta outro terrorismo, o de resfriamento global.

Os comentários estão desativados.