Somos os restos nucleares de uma estrela morta

A astrofísica e a cosmologia modernas dizem que os elementos químicos mais simples e mais leves, aqueles da parte superior da tabela periódica, Hidrogênio, um pouco de Hélio e quase nada de Lítio foram criados no Universo nos seus primórdios logo após o Big Bang. Os demais elementos são criados nos processos de combustão nuclear das estrelas. Quando o interior de uma estrela implode e depois explode, estes elementos químicos são liberados para a vizinhança do que sobrou da estrela. Aí, aparecem os planetas e eventualmente a vida! Mas havia detalhes das previsões teóricas que diferia de algumas observações. Agora, com os anti-neutrinos entrando na computação da formação dos elementos pesados, vários problemas foram resolvidos. Os cálculos envolvidos devem ser feitos com modelos complicados que envolvem convecção térmica, reações nucleares e física de partículas elementares.
Veja o resumo A New Way to Make Elements com a bela ilustração de uma supernova.